Negócios com a Russia



NEGÓCIOS COM RÚSSIA

Apesar da imagem de pais de dificil negociação, a Russia é um país  bastante aberto ao comércio exterior (que representa cerca de 46% do PIB), mesmo com uma legislação e políticas rigorosas.



A Rússia é membro da OMC (Organização Mundial do Comério) em 2012 e tem negociado um acordo de livre comércio com a Índia. A Rússia faz parte dos 15 maiores exportadores mundiais e dos 23 maiores importadores. O país exporta principalmente hidrocarbonetos (48,5% do total das exportações), aço e ferro (5,3%), gemas e metais preciosos (3,1%) e madeira (2,2%).  A Rússia importa pincipalmente maquinários (20% do total das importações), equipamentos elétricos (11,8%), veículos (9,4%), produtos farmaceuticos (4,8%) e plásticos (3,9%).

Seus principais parceiros comerciais são a China, a Alemanha, os Países Baixos e os Estados Unidos. No entanto, em 2014, o conflito ucraniano e as sanções comerciais impostas pelos países ocidentais levaram o Kremlin a decretar um embargo sobre a produção agrícola dos países da União Europeia e dos Estados Unidos. Por outro lado, as exportações de hidrocarbonetos, que representam uma porção considerável do PIB, foram gravemente afetadas pela queda dos preços mundiais.

A Rússia tem um grande superávit comercial, graças aos seus recursos naturais, especialmente os hidrocarbonetos. Nos últimos anos, a balança comercia sofreu um declínio, alcançando aproximadamente 90 bilhões de dólares em 2016, porem em 2017 a balança comercial cresceu novamente e alcançou 130,2 bilhões de dólares.

A Casa Russa, com sede na cidade brasileira de Curitiba, estado do Paraná,
é uma empresa que se propõe a colaborar com o desenvolvimento comercial entre Brasil e Russia.

O propósito é articular negócios no Brasil para empresas russas e fazer o mesmo para os empresários brasileiros na Russia.

Contate a Casa Russa para maiores detalhes.