Empresas Russas para Investir


8 empresas russas em que você deve investir em 2018
ECONOMIA 15 DE FEVEREIRO DE 2018
KSÊNIA ZUBATCHEVA



O Russia Beyond compila uma lista de empresas estatais e privadas que prometem retornos irresistíveis aos investidores em 2018.
Investir na Rússia continuam a ser considerado como algo arriscado. No final do ano passado, porém, uma série de fatores passou a dar um empurrãozinho aos investidores estrangeiros.

Em primeiro lugar, o governo instituiu que todas as empresas estatais devem elevar os pagamentos de dividendos a 50% de seu lucro líquido.

Em segundo, desde 2014, o número de investidores domésticos está crescendo - o que leva à saída de investidores estrangeiros tradicionais e cria novas possibilidades para outros.

"Isso significa que, se ocorrer uma correção do mercado global, as ações russas estarão em uma posição muito melhor do que as ações de empresas internacionais", diz o analista da empresa de investimentos Global FX, Vladímir Rojankôvski.

“Sem dúvidas, o mercado russo tem diversos riscos, mas é possível minimizá-los com uma carteira de investimentos diversificada”, diz.

Para o fundador do grupo de marketing Alekhin e Partners, Roman Alekhin, investir em startups de TI pouco conhecidas também pode ser uma boa opção.

"Os riscos são maiores, mas os dividendos podem ser muito superiores  aos de empresas grandes e conhecidas", diz Alekhin.

1. Sberbank

Natalia Seliverstova/Sputnik
Maior banco estatal da Rússia, o Sberbank é considerado uma boa opção para investidores em 2018. Segundo Rojankôvski e o analista da corretora Forex Optimum, Ivan Kapustiánski, o Sberbank tem diversas vantagens estratégicas para melhorar a receita neste ano,, além de estar obrigado a pagar dividendos de 50% da receita.

"Devido a um crescimento significativo das ações do banco, que subiram quase 30% desde 2011, e à forte correlação de valor de mercado com indicadores financeiros, podemos esperar um rendimento de 35% das ações comuns e cerca de 28% das ações preferenciais", disse Rojankôvski.


2. Gazprom

Vitaly Nevar/TASS
Maior fabricante de gás natural da Rússia, a Gazprom, assim como outras empresas estatais, recebe apoio do governo às vésperas das eleições presidenciais, que serão realizadas em março. A analista da empresa financeira TeleTrade, Anastassía Ignatenko, afirma que o preço das ações da Gazprom deve subir antes do dia das eleições, em 18 de março.

Para Rojankôvski, o preço de uma ação da empresa deve chegar aos 200 rublos (US$ 3,5) no final de 2018 - o que significa um aumento de 38% nos lucros, não se levando em consideração o plano estatal sobre o aumento dos dividendos.

3. Rosneft

Natalia Seliverstova/Sputnik
Desde 2014, as ações da maior petrolífera estatal russa, a Rosneft, superaram as da Gazprom em termos de dividendos.

Segundo Ignatenko, outro fator que estimulará maior crescimento é o início das exportações de petróleo da Rosneft para a chinesa CEFC China Energy, que deve chegar a 10 milhões de toneladas até o final do ano.

4. Surgutneftegaz

Anton Vaganov/TASS
Outra grande empresa de petróleo e gás russa, a Surgutneftegaz também é recomendada pelos economistas russos, especialmente a quem quiser diversificar sua carteira de investimentos e minimizar os riscos.

Segundo Ignátova, é melhor adquirir ações preferenciais, já que  a empresa pretende aumentar os dividendos para esse tipo de títulos.

"Além disso, a empresa tem muitas reservas em dólares, o que permite receber lucros independentemente da cotação da moeda nacional russa”, diz Ignátova.

5. Grupo NCSP

Vladimir Astapkovich/Sputnik
Uma das provas do crescimento econômico da Rússia é o aumento do tráfego de mercadorias.

Assim, segundo Rojankôvski, o investimento no Grupo NCSP (Novorossiysk Commercial Sea Port) pode ser uma boa opção, já que a empresa é líder de mercado em tráfego de mercadorias.

"O NCSP pode destinar até US$ 150 milhões em dividendos aos proprietários das ações.Além disso, as ações propriamente ditas subirão de 25% a 30% até o final de 2018", completa.

6. Nornickel

Alexandr Kryazhev/Sputnik
Além de ser a principal empresa de mineração de metais da Rússia, a Nornickel também é a maior fabricante de níquel e paládio do mundo.

Naturalmente, seu desempenho financeiro se correlaciona diretamente com os preços globais das commodities.

“Em janeiro, o preço de paládio e do níquel cresceu 11% e 27%, respectivamente”, diz Rojankôvski.

Embora a empresa não seja estatal e, assim, não participe do programa do governo para aumento dos pagamentos de dividendos, esses deverão atingir entre 35% e 40% do lucro líquido da empresa em 2018, segundo economistas.

Outros fatores a favor da Nornickel são sua alta rentabilidade em relação a seus concorrentes internacionais e o potencial crescimento do valor dos ativos fixos.

7. Alrosa

Alexander Ryumin/TASS
A empresa de mineração de diamantes Alrosa pode apresentar um alto rendimento de dividendos, embora suas ações tenham caído após um acidente em uma das suas jazidas, na região de Iakútia, na Sibéria, em agosto de 2017.

Segundo os economistas, este é o momento certo para comprar ações da empresa, porque elas podem se recuperar rapidamente e retornar ao valor de 100 rublos (US$ 1,7) por ação.

8. Yandex

Aleksey Bychkov/Global Look Press
A Yandex é a maior empresa de TI russa, funcionando no segmento da economia que cresce mais rapidamente.

Segundo os economistas, a empresa aumentará os lucros neste ano graças à fusão dos maiores serviços de táxi da Rússia – o Yandex.Taxi e o Uber.

Para ver a noticia no original, clique aqui.